Mapeadas

uma seleção de nossos navegadores

A Pureza da Infância

Fotógrafo consegue captar a pureza da infância em série adorável
por Hypness

Da edição 12 - Mundaréu de Brincadeira

infância 4

Ser cri­an­ça é vi­ver em um uni­ver­so à par­te, em que bo­lhas de sa­bão po­dem ser na­ves es­pa­ci­ais, di­nos­sau­ros exis­tem e tu­do, ab­so­lu­ta­men­te tu­do, é pos­sí­vel. A pu­re­za e a ale­gria dos pe­que­nos é con­ta­gi­an­te e re­vi­go­ran­te – pra­ti­ca­men­te te­ra­pêu­ti­co!

Há al­guns me­ses, quan­do o fo­tó­gra­fo Adrian McDonald es­ta­va fo­to­gra­fan­do plan­tas e ani­mais em seu quin­tal e ob­ser­vou um gru­po de cri­an­ças brin­can­do na ca­sa ao la­do, não re­sis­tiu e, des­de en­tão, tem tra­ba­lha­do em uma sé­rie in­crí­vel, em que re­tra­ta de for­ma sen­sí­vel e en­can­ta­do­ra a pu­re­za da in­fân­cia.

infancia 3

O fo­tó­gra­fo mo­ra em Westmoreland, na Jamaica, e te­ve du­as gran­des van­ta­gens ao fo­to­gra­far os pe­que­nos. A pri­mei­ra de­las é que, por es­ta­rem acos­tu­ma­dos a vê-lo fo­to­gra­fan­do no jar­dim e nos ar­re­do­res, as cri­an­ças nem se im­por­ta­ram com a pre­sen­ça da câ­me­ra e por ve­zes nem se de­ram con­ta se­rem elas o ob­je­to da fo­to. A se­gun­da van­ta­gem é o uso de equi­pa­men­to pro­fis­si­o­nal. Especializado em fo­to­gra­far ca­sa­men­tos, McDonald ti­nha tu­do o que era pre­ci­so pa­ra ti­rar re­tra­tos in­crí­veis sem pre­ci­sar es­tar mui­to per­to das cri­an­ças, con­se­guin­do cap­tar ima­gens na­tu­rais e be­lís­si­mas.

“Eu es­pe­ro que elas [as ima­gens] aque­çam o co­ra­ção da­que­les que as ve­em e sai­bam que a be­le­za ain­da exis­te na vi­da e que às ve­zes nós ape­nas es­co­lhe­mos não a ver. As cri­an­ças vi­vem uma vi­da que va­le a pe­na e é is­so que nós to­dos de­ve­mos fa­zer: vi­ver, amar, rir“

dis­se o fo­tó­gra­fo em en­tre­vis­ta ao Huffington Post.

infância 1

Confira o en­saio e ou­tras fo­to­gra­fi­as do ar­tis­ta no web­site de­le.