FILTRAR

x

FILTROS

x

    LIMPAR

  • Abya-Yala

  • Arte/Educação

  • Brasilidades

  • Cultura Infância

  • Cultura Viva

  • Ecologias

  • Interfases

  • Letras e Literatura

  • Mapeadas

    LIMPAR

  • 20 - Podem as Práticas Artísticas Construir Territórios?

  • 19 - Zênite

  • 18 - Tecidos e tessituras da Cultura Popular

  • 17 - Recriação da Memória

  • 16 - Corpo Estendido

  • 15 - Educação como Política

  • 14 - Laboratório Rua

  • 13 - Florescer Criança

  • 12 - Mundaréu de Brincadeira

  • 11 - Leitura e Suas Tecituras

  • 10 - Em Trânsitos

  • 09 - Reinvenção da Educação

  • 08 - Outras Ecologias

  • 07 - Tear em Casa

  • 06 - Rememorar

  • 05 - A Cena e o Som

  • 04 - Arte da Palavra

  • 03 - Brincantes

  • 02 - Arte e Natureza

  • 01 - Arte e Cultura Popular

    LIMPAR

  • Arte do Barro

  • Arte do Fio

  • Diário do Quintal

  • Fios de Prosa com Simas

  • Memórias da Arte/Educação

Diário do Tear – Frans Krajcberg
A tur­ma de Artes Integradas co­nhe­ceu a obra de Frans Krajcberg, ar­tis­ta po­lo­nês que veio mo­rar em Minas Gerais, ter­ra on­de fin­cou raí­zes pro­fun­das. Assim, co­mo Frans, as cri­an­ças fi­ze­ram su­as es­cul­tu­ras com tron­cos e ga­lhos caí­dos no quin­tal.
Cantos de um Sertão Carioca
O “Ecomuseu do Sertão Carioca”, cri­a­do em 2009,  tem co­mo pre­o­cu­pa­ções prin­ci­pais a pre­ser­va­ção do pa­trimô­nio cul­tu­ral ali­a­do ao de­sen­vol­vi­men­to so­ci­al. O ser­tão ca­ri­o­ca e seus in­ven­tá­ri­os são pen­sa­dos nos es­cri­tos de Bernardo Marques.
Mapeamentos
Costurando mun­dos, des­co­brin­do jun­to
Reflexivas
re­fle­xões  afi­na­das aos ma­pe­a­men­tos do Astrolábio
O que torna um mestre, mestre?
A gen­te não tem mais ida­de pra tá lu­tan­do, a gen­te tem que tá so­man­do, tra­zen­do pes­so­as, agre­gan­do, eu sei que es­sa for­ma é no­va pra gen­te, mas a gen­te tem que acre­di­tar
Yoga para pessoas nas e das ruas
Entrevista com Andre Andrade Pereira, o ide­a­li­za­dor do Café da ma­nhã
Diálogos entre Ciência e Arte
A ci­ên­cia que nos dis­tan­cia do mun­do vi­vi­do tam­bém nos apro­xi­ma da pa­la­vra – a pa­la­vra es­cri­ta, a cri­a­ção.
A Caminho de Mariana
Fotógrafo Marcelo Valle re­la­ta sua ex­pe­ri­ên­cia em Mariana/MG após ca­tás­tro­fe pro­vo­ca­da por rom­pi­men­to de bar­ra­gem de mi­ne­ra­do­ra Samarco
Campo Grande e sua horta comunitária
Favela  abri­ga pro­je­to de edu­ca­ção ali­men­tar pa­ra adul­tos e cri­an­ças
Água da chuva para o Rio
Como cap­tar e reu­ti­li­zar a água da Chuva? Porque é im­por­tan­te pen­sar nis­so?
Educação Ambiental Crítica – Contribuições e Desafios
Situando a pers­pec­ti­va crí­ti­ca na Educação Ambiental 
Pancs – A revolução alimentar
Alimentação al­ter­na­ti­va e in­ves­ti­ga­ti­va, sai­ba so­bre as plan­tas ali­men­tí­ci­as não con­ven­ci­o­nais, o pro­je­to Ka’a-eté e as Pancs do Tear
Esculturas de seda
Arte fei­ta pe­la na­tu­re­za, o im­pres­si­o­nan­te tra­ba­lho das ara­nhas na Austrália
Diário do Quintal – Depois da Chuva
A ma­té­ria nas­ce no so­lo, ba­se de to­da sua sus­ten­ta­ção. Ela cres­ce, se de­sen­vol­ve e tu­do que a cons­ti­tui vol­ta pa­ra o so­lo no­va­men­te.
O livro que vira árvore
Editora ar­gen­ti­na cria li­vro de ler e plan­tar, sai­ba co­mo ele é fei­to
Diário do Quintal – Mistérios
Os ena­mo­ra­dos, bus­can­do co­res pro amor, Dizem que é da pai­xão, es­ta co­lo­ri­da flor.
Diário do Quintal – Amores e Amoras
Seus fru­tos bem pe­que­nos se jun­tam, uni­dos pe­la do­çu­ra da vi­da. Sabe de quem es­tou fa­lan­do?
Diário do Quintal – Pequenos Naturalistas
O na­tu­ra­lis­mo dos pe­que­nos é na­tu­ral, sem fo­bi­as. Faz par­te de seu ser/estar/pertencer ao mun­do.
Diário do Quintal – Árvore de Chicletes
Mas o que um sam­ba en­re­do tem a ver com o chi­cle­te? Vou con­tar (es­cre­ver) uma pe­que­na his­tó­ria pra vo­cês!
Nos Fluxos da Rota Brasil
Conheça uma ro­ta de pon­tos de cul­tu­ra que fa­zem a di­fe­ren­ça na ci­da­de do Rio de Janeiro
Diário do Quintal -Barquinho dos Sonhos
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Diário do Quintal – Germinação
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Bizunga, a dona do Toré
Uma beija-flor brin­can­te, guar­diã da me­mó­ria vi­va das brin­ca­dei­ras no Quilombo Carcará, na zo­na ru­ral de Potengi, no Cariri ce­a­ren­se.
Um Rio de Histórias – O Rio que nunca existiu
Venha pas­se­ar co­nos­co por um Rio de so­lu­ções ima­gi­na­das pa­ra pro­ble­mas con­cre­tos de mo­bi­li­da­de, po­lui­ção, edu­ca­ção e meio am­bi­en­te.
Hidroelétricas na Amazônia, qual é o problema? produzem “energia limpa”?
Animação ex­pli­ca di­rei­ti­nho o que acon­te­ce
A sucata que deu música
A ca­pa­ci­da­de cri­a­ti­va é nos­so re­cur­so ines­go­tá­vel! Conheça ar­tis­tas que olha­ram pa­ra a su­ca­ta e des­co­bri­ram a mú­si­ca.
Diário do Quintal – Diversidade do Quintal
 
Diário do Quintal – Cenoura
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Ludicidade – Nossa Mediação de Leitura
A se­me­a­du­ra do li­vro e da lei­tu­ra no quin­tal do Tear e nos es­pa­ços pú­bli­cos da ci­da­de.
Diário do Quintal – Emilia!
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Canteiros Lúdicos
Estratégias lú­di­cas pa­ra a edu­ca­ção eco­ló­gi­ca
Rua – espaço educativo
A rua tam­bém en­si­na e pre­ci­sa­mos apren­der a ler as men­sa­gens que ela emi­te, en­ten­der a Cidade co­mo Currículo.
Diário do Quintal – Jabuticabas
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Os olhos do não visto
Gandhy Piorski re­fle­te so­bre a sim­bo­lo­gia e a in­fân­cia do po­vo Mursi, a par­tir de en­saio fo­to­grá­fi­co de Hans Silvester.
Serra da Misericórdia
A úl­ti­ma área ver­de da Leopoldina na mi­ra dos ca­ça­do­res.
Diário do Quintal – Dona Pupi
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Diário do Quintal – Chaya
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
A sustentável leveza do Xingu
As prá­ti­cas in­dí­ge­nas de ar­qui­te­tu­ra na­tu­ral e co­le­ta de se­men­tes são exem­plos de sus­ten­ta­bi­li­da­de
Diário do Quintal – Composteira
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.