Diário do Quintal – Cenoura

Nos fundos da casa que habita o Tear, é guardado um espaço de cultivo de si e da terra, onde o encantamento da brincadeira faz brotar universos. Da edição
astrolábio

Cenoura

DSC02626

23/09/2015

Cenoura quando é boa
a gente vê pela cor.
A sua textura é crocante
tem um mundo de sabor.

Mas quando é boa de verdade
vem da agricultura orgânica.
Você sabia que tem cenoura
vermelha, roxa e branca?

A
cenoura é uma raiz presente na alimentação de várias civilizações e sua história é bem antiga. Ao longo do tempo, foram cultivadas vários tipos e de cores diferentes. Na Ásia a raiz ia da cor púrpura ao amarelo. Foi somente com os europeus, a partir do séc. XIV que ela começou a ganhar a cor alaranjada, como conhecemos hoje!

Essa poderosa raiz possui betacaroteno, importante anticancerígeno e rica fonte de vitamina A.
Na foto, a cenoura que veio brotar no Tear. Cresceu e foi parar no almoço coletivo da casa. Como é bom consumir alimentos frescos, e principalmente, alimentos orgânicos.

A agricultura orgânica consiste em um método de agricultura ecologicamente equilibrado e estável, contribuindo para uma economia da natureza, pois dispensa o uso de fertilizantes químicos. Utiliza os recursos disponíveis sem demandar muitos custos financeiros e energéticos. Essa cenoura tem um gosto diferente, tem gosto de amor à terra e aos que vivem nela.

O jardineiro Beldroega.