Diário do Quintal – Diversidade do Quintal

  Da edição
astrolábio

Diversidade do Quintal

IMG-20150930-WA0004

01/10/2015

Que o quintal do Tear é divertido, isso muita gente já sabe, mas será que quem sabe, sabe que aqui abriga uma impressionante e minuciosa biodiversidade?

Em um pedacinho de tronco podemos encontrar uma grande gama de fungos orelhudos, um berçário de gongolos e até larvas suculentas de besouro. Um zumbido no ouvido, pode ser tanta coisa que a imaginação nem imagina, que até o besouro desajeitado pode voar em ziguezague leve como uma bailarina.

A diversidade em meio a cidade não é assim tão trivial, onde em um mesmo caminho, com a curiosa vontade de um menino, se pode ver de girino a falcão peregrino descansando no quintal.

Há muitas cores, formas, texturas, odores e sabores em um oásis urbanoide onde pássaros e lagartixas coloridas compartilham a vida com as abelhas nativas, vincas viscosas, plectrantos e tantos boldos recheados de misteriosas flores que ninguém sabe bem quem plantou.

Borbulhando sortidas existências, o quintal nos dá uma lição em essência: sobre a beleza e importância das diferenças que fazem da vida possível, divertida e bem mais colorida.

Jardineiro Verdolaga