Diário do Quintal – Carambola

O mágico Gavião, transformou a estrela em algo que se come. Da edição
astrolábio

DSC02897
01/01/2016
Como surgiu a carambola?

Era festa no céu e todos os animais voadores estavam convidados! Chegaram cedo e ajudaram na arrumação: as nuvens eram grandes e confortáveis almofadas, e as estrelas faziam a iluminação da festança!

O Beija-Flor, junto de sua esposa Beija-Flora foram os primeiros a chegar. Dona Maritaca chegou logo em seguida, acompanhada do Papagaio e de Fernão, a Gaivota! Aos poucos, a festa foi tomando jeito, e os convidados enquanto arrumavam, já curtiam o agito.

Até que então,
movido pela fome,
O mágico Gavião,
Transformou a estrela
Em algo que se come.

Colocou dentro de sua cartola,
A estrela mais bonita.
De lá saiu a Carambola,
Uma fruta pra ser comida.

Surpresos com a magia,
A passarada se agitou!
Em meio a tanta euforia,
A mesa se derrubou!

Era comida pra todo lado,
Foram rolando como bola!
Um corre-corre desenfreado,
Uma, por descuido, escapuliu:
a estrela-carambola!

Caiu no chão da India,
No solo fértil virou semente.
Cresceu árvore bonita,
Flores purpúreas e imponente.

A festa lá no céu,
depois de bagunça e brincadeira, acabou fazendo nascer
aquela bela Caramboleira.

Foi trazida pro Brasil ha bem muitos anos atrás,
É uma fruta muito rica, cheia de sais mineirais.

Além de linda é poderosa, pode até na febre ajudar!
Sorte muita foi a nossa:
Nasceu a fruta-estrela também aqui no jardim do Tear!

Quando viram lá de cima o resultado da confusão, os pássaros comemoraram, ficaram felizes com o Gavião! Continuaram a festejar: agora, aqui na terra, a gente pode pegar estrela e depois a devorar!

Link dessa página: http://astrolabio.org.br/5565