FILTRAR

x

FILTROS

x

    LIMPAR

  • Abya-Yala

  • Arte/Educação

  • Brasilidades

  • Cultura Infância

  • Cultura Viva

  • Ecologias

  • Interfases

  • Letras e Literatura

  • Mapeadas

    LIMPAR

  • 20 - Podem as Práticas Artísticas Construir Territórios?

  • 19 - Zênite

  • 18 - Tecidos e tessituras da Cultura Popular

  • 17 - Recriação da Memória

  • 16 - Corpo Estendido

  • 15 - Educação como Política

  • 14 - Laboratório Rua

  • 13 - Florescer Criança

  • 12 - Mundaréu de Brincadeira

  • 11 - Leitura e Suas Tecituras

  • 10 - Em Trânsitos

  • 09 - Reinvenção da Educação

  • 08 - Outras Ecologias

  • 07 - Tear em Casa

  • 06 - Rememorar

  • 05 - A Cena e o Som

  • 04 - Arte da Palavra

  • 03 - Brincantes

  • 02 - Arte e Natureza

  • 01 - Arte e Cultura Popular

    LIMPAR

  • Arte do Barro

  • Arte do Fio

  • Diário do Quintal

  • Fios de Prosa com Simas

  • Intercâmbios Andarilhos

  • Memórias da Arte/Educação

Táticas para criar buracos de minhoca
Essa é a pri­mei­ra me­ta­de da for­mu­la­ção de tá­ti­cas pa­ra cri­ar bu­ra­cos de mi­nho­ca. O que quer di­zer res­sig­ni­fi­car ter­ri­tó­ri­os? Como e porquê fazê-lo? O que es­sa res­sig­ni­fi­ca­ção acar­re­ta pa­ra a efer­ves­cên­cia de uma no­va ima­gi­na­ção po­lí­ti­ca?
Roda
Abrindo as ro­tas de na­ve­ga­ção do Astrolábio em es­pa­nhol (ou cas­te­lha­no, pa­ra ser­mos mais pre­ci­sos) a nos­sa que­ri­da Eunice Muruet nos en­via es­te pe­que­no e be­lo tex­to de fron­tei­ra, que re­fle­te so­bre o lu­gar da ro­das e ci­clos da/na cul­tu­ra da nos­sa América
Cantos de um Sertão Carioca
O “Ecomuseu do Sertão Carioca”, cri­a­do em 2009,  tem co­mo pre­o­cu­pa­ções prin­ci­pais a pre­ser­va­ção do pa­trimô­nio cul­tu­ral ali­a­do ao de­sen­vol­vi­men­to so­ci­al. O ser­tão ca­ri­o­ca e seus in­ven­tá­ri­os são pen­sa­dos nos es­cri­tos de Bernardo Marques.
Regar ideias
Nossa se­me­a­du­ra du­ran­te os anos de exis­tên­cia do Tear na ver­são on­li­ne 
Mapeamentos
Costurando mun­dos, des­co­brin­do jun­to
Bons Companheiros
per­to ou lon­ge não im­por­ta, o afe­to vi­go­ra
Rememorar
Garimpo de bo­as his­tó­ri­as
Um lugar para retornar
Dois re­la­tos tra­mam afe­tos, vi­vên­ci­as, me­mó­ri­as e lei­tu­ras de Vila Kennedy, Zona Oeste do Rio 
Tramas de uma celebração
Cores, sons e re­la­ções na Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio da Barbalha (CE)
Gargalhar o Porvindouro
Aurora, a bo­ne­ca gi­gan­te que já nas­ceu an­ciã
Reisado dos Irmãos
Os nos­sos cír­cu­los e as ci­ran­das da tra­di­ção
Beijo de mundos e línguas – Corposinalizante
Experiênia do gru­po ar­tís­ti­co, aber­to a jo­vens sur­dos e ou­vin­tes que se in­te­res­sam pe­la Língua Brasileira de Sinais
Os audiolivros do coletivo Manguinhos em Cena
A pa­la­vra po­de ser di­ta, li­da, en­ce­na­da e sen­ti­da de di­fe­ren­tes for­mas
O infinito movimento é um ser exuberante
no­tas so­bre uma per­so­na­gem.
Canto das sereias
As ilus­tra­ções de Lolla rei­vin­di­cam um mun­do mais in­clu­si­vo
Anita
A in­fan­ti­li­za­ção e o pro­ta­go­nis­mo de im­pas­ses
Capacitismo – A pauta que deve sair de cena
re­vi­sar o que en­ten­de­mos por de­fi­ci­ên­cia pas­sa por re­fle­tir so­bre há­bi­tos na­tu­ra­li­za­dos
Educação Como Política
Educar é educar-se. Como es­cre­ve Hannah Arendt, a po­lí­ti­ca não é ine­ren­te ao ho­mem, ela sur­ge entre-homens, di­fe­ren­tes e plu­rais. Ela se es­ta­be­le­ce co­mo re­la­ção e se cons­trói no apren­di­za­do mú­tuo. Uma edu­ca­ção de­mo­crá­ti­ca só é pos­sí­vel na con­vi­vên­cia en­tre mu­lhe­res e ho­mens, se­res po­lí­ti­cos in­te­res­sa­dos na de­sa­fi­a­do­ra – mas não me­nos lú­di­ca – ta­re­fa […]
O Guardião da Praça
A ge­lo­te­ca do Seu Noronha na pra­ça Rio Grande do Norte, no Engenho de Dentro, zo­na Norte do Rio de Janeiro.
Fui ao Chile e não o achei
O en­sur­de­ce­dor si­lên­cio da no­va me­tró­po­le que se le­van­ta so­bre o tú­mu­lo da pró­pria me­mó­ria, os­ten­ta a sua or­ga­ni­za­ção do es­pa­ço ur­ba­no ho­mó­lo­ga ao dis­cur­so ne­o­li­be­ral que lhe deu ori­gem e ra­zão de ser.  Que so­ci­e­da­de en­si­na Santiago ho­je? Como edu­car sem me­mó­ria?
Histórias tecidas nas estradas
Schirley França e seu mun­da­réu de brin­que­dos e his­tó­ri­as po­pu­la­res
Olhares de Crianças são as Luzes na Cidade
Já pa­rou pa­ra pen­sar no que as cri­an­ças pen­sam, sen­tem e po­dem mu­dar na ci­da­de em que vi­vem?
Aprender com as crianças
Roquinho  no Tear !
Criança e Natureza
Observações (d)e Natureza Lúdica
Reisado – No Quintal da Tradição
Gabriela Romeu fa­la ao Astrolábio so­bre o seu no­vo fil­me “Meninos e Reis”
Memórias da Arte/Educação no Brasil: Memórias Confiadas
Uma pes­qui­sa re­a­li­za­da pe­lo Centro de Memória do Instituto de Arte Tear
A amplitude da infância
Pai re­gis­tra o co­ti­di­a­no dos seus 6 fi­lhos cri­a­dos com a li­ber­da­de de brin­car na na­tu­re­za
Sua luz nos guiará para sempre
Homenagem à ins­pi­ra­do­ra  Noêmia Varela
A Pureza da Infância
Fotógrafo con­se­gue cap­tar a pu­re­za da in­fân­cia em sé­rie ado­rá­vel
Náufragos e piratas do Aprendizado
Crianças de na­ve­ga­ção
Crianças-Soldado
Pesquisa de Jana Tabak so­bre cri­an­ças que con­vi­vem en­tre con­fli­tos ar­ma­dos
Leitura a Céu Aberto
Espaços e ini­ci­a­ti­vas de me­di­a­ção de lei­tu­ra
Diálogos entre Ciência e Arte
A ci­ên­cia que nos dis­tan­cia do mun­do vi­vi­do tam­bém nos apro­xi­ma da pa­la­vra – a pa­la­vra es­cri­ta, a cri­a­ção.
Memórias da Arte/Educação – Arte Narrativa
Os en­can­tos da pa­la­vra tem­pe­ram a en­tre­vis­ta de Regina Machado pa­ra Amina Shah
A Casa do Brincar
O cui­da­do e a pre­ser­va­ção da in­tui­ção hu­ma­na na Fundação Casa Grande – Memorial do Homem Kariri
Mulheres Mobilizadas
O pro­ta­go­nis­mo fe­mi­ni­no pe­los di­rei­tos das mu­lhe­res
Arte do Fio – Parte 1
Série te­ar­tei­ra so­bre  fi­an­dei­ras e fi­an­dei­ros da ci­da­de de Berilo a Francisco Badaró (MG)
Arte do Fio
Série de mi­ni cur­tas do­cu­men­tá­ri­os so­bre as fi­an­dei­ras e fi­an­dei­ros das ci­da­des de Berilo e Francisco Badaró (MG)
A Gaiola e a Asa
A es­co­la e a des­cons­tru­ção da ideia de de­fi­ci­ên­cia: o que é nor­ma­li­da­de? e o que é ser efi­ci­en­te?
Arte do Barro – Noivas
As ce­râ­mi­cas do Jequitinhonha à Tracunhaém, são exi­bi­das na sé­rie do­cu­men­tal “A Arte do Barro” re­a­li­za­da pe­lo Tear
Rio de ágoras
Conversações so­bre a ci­da­de do Rio de Janeiro e seus ma­nan­ci­ais his­tó­ri­cos
Arte do Barro – Alegria
As ce­râ­mi­cas do Jequitinhonha à Tracunhaém, são exi­bi­das na sé­rie do­cu­men­tal “A Arte do Barro” re­a­li­za­da pe­lo Tear
Água da chuva para o Rio
Como cap­tar e reu­ti­li­zar a água da Chuva? Porque é im­por­tan­te pen­sar nis­so?
Memórias da Arte/Educação – O Corpo não tem Fim
Angel Vianna e a dan­ça 
Educação Ambiental Crítica – Contribuições e Desafios
Situando a pers­pec­ti­va crí­ti­ca na Educação Ambiental 
Pancs – A revolução alimentar
Alimentação al­ter­na­ti­va e in­ves­ti­ga­ti­va, sai­ba so­bre as plan­tas ali­men­tí­ci­as não con­ven­ci­o­nais, o pro­je­to Ka’a-eté e as Pancs do Tear
Diário do Quintal – Depois da Chuva
A ma­té­ria nas­ce no so­lo, ba­se de to­da sua sus­ten­ta­ção. Ela cres­ce, se de­sen­vol­ve e tu­do que a cons­ti­tui vol­ta pa­ra o so­lo no­va­men­te.
Luz, Câmera, Arte/Educação
um mo­vi­men­to in­de­pen­den­te de arte-educação atu­an­te no Rio de Janeiro, no Jacarezinho  , uma das mai­o­res fa­ve­las da ci­da­de. Lá as cri­an­ças fa­zem fil­mes.
Andanças Criativas
Os ca­mi­nhos es­sen­ci­ais da es­cri­ta pas­sam pe­la lei­tu­ra do mun­do
Pedagogia é Deixar florescer
Contribuições pa­ra a edu­ca­ção
Diário do Quintal – Mistérios
Os ena­mo­ra­dos, bus­can­do co­res pro amor, Dizem que é da pai­xão, es­ta co­lo­ri­da flor.
Arte do Barro – Minha História
As ce­râ­mi­cas do Jequitinhonha à Tracunhaém, são exi­bi­das na sé­rie do­cu­men­tal “A Arte do Barro” re­a­li­za­da pe­lo Tear
Memória da Arte Educação
A arte/Educação se­la uma  no­va ami­za­de: a me­mó­ria. O Astrolábio pu­bli­ca sé­rie de en­tre­vis­tas iné­di­tas com a que po­de­ria se cha­mar 1ª Geração de Arte-Educadores do Brasil,  re­vi­si­tan­do as raí­zes e ra­di­can­tes que têm for­ti­fi­ca­do o Tear ao lon­go dos seus 35 anos de exis­tên­cia.
Memórias da Arte Educação
A arte/Educação se­la uma  no­va ami­za­de: a me­mó­ria. O Astrolábio pu­bli­ca sé­rie de en­tre­vis­tas iné­di­tas com a que po­de­ria se cha­mar 1ª Geração de Arte-Educadores do Brasil,  re­vi­si­tan­do as raí­zes e ra­di­can­tes que têm for­ti­fi­ca­do o Tear ao lon­go dos seus 35 anos de exis­tên­cia.
Diário do Quintal – Amores e Amoras
Seus fru­tos bem pe­que­nos se jun­tam, uni­dos pe­la do­çu­ra da vi­da. Sabe de quem es­tou fa­lan­do?
Diário do Quintal – Pequenos Naturalistas
O na­tu­ra­lis­mo dos pe­que­nos é na­tu­ral, sem fo­bi­as. Faz par­te de seu ser/estar/pertencer ao mun­do.
Diário do Quintal – Lagarta da Aroeira
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
A Festa que é um Rio de Histórias
35 Anos ocu­pan­do a ci­da­de com ar­te
Diário do Quintal – Árvore de Chicletes
Mas o que um sam­ba en­re­do tem a ver com o chi­cle­te? Vou con­tar (es­cre­ver) uma pe­que­na his­tó­ria pra vo­cês!
A Pequena África Hoje
Cais do Valongo o abri­go da cul­tu­ra vi­va
Nos Fluxos da Rota Brasil
Conheça uma ro­ta de pon­tos de cul­tu­ra que fa­zem a di­fe­ren­ça na ci­da­de do Rio de Janeiro
O que é brinquedo? As crianças respondem!
Nem sem­pre o brin­que­do, pa­ra a cri­an­ça, é aque­le ob­je­to pro­du­zi­do in­dus­tri­al­men­te ou ar­te­sa­nal­men­te co­mo brin­que­do.
Quintais do Xingu
O ter­mo in­fân­cia  nas­ce com a au­sên­cia de fa­la. Gabriela Romeu  vai na con­tra­mão des­se sig­ni­fi­ca­do e bus­ca dar voz às cri­an­ças a par­tir do pro­je­to Infâncias .
Arte do Barro
De Jequitinhonha a Tracunhaém
Diário do Quintal -Barquinho dos Sonhos
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Memórias da Arte/Educação – Arte de educar
Noemia Varela e  o Movimento Escolinha de Arte do Brasil (MEA)
Arte do Barro – A Bonequinha do Vale
A bo­ne­quei­ra do Vale de Jequitinhonha
Diário do Quintal – Poesia em estado de menino
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Diário do Quintal – Germinação
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Loucura em Cena
O Hotel da lou­cu­ra  não é um pro­tes­to , é uma pro­pos­ta 
Um Rio de Histórias – O Rio que nunca existiu
Venha pas­se­ar co­nos­co por um Rio de so­lu­ções ima­gi­na­das pa­ra pro­ble­mas con­cre­tos de mo­bi­li­da­de, po­lui­ção, edu­ca­ção e meio am­bi­en­te.
Hidroelétricas na Amazônia, qual é o problema? produzem “energia limpa”?
Animação ex­pli­ca di­rei­ti­nho o que acon­te­ce
Memórias da Arte/Educação – Teatro da Imaginação
Ilo Krugli e o Teatro Vento Forte
Um Encontro de poesia, música e cultura da infância
Regis­tro do­cu­men­tal, com ma­té­ri­as de jor­nais e fo­tos, ren­de ho­me­na­gem à me­mó­ria de Maria Mazzetti, cu­jos po­e­mas, mu­si­ca­dos por Denise Mendonça na dé­ca­da de 1970, de­ram ori­gem ao dis­co infanto-juvenil OLÁ, que co­me­mo­ra 35 anos.
Diário do Quintal – Diversidade do Quintal
 
Ana Thomaz e o tempo da aprendizagem
Com três fi­lhos de­ses­co­la­ri­za­dos , Ana  fa­la de sua ex­pe­ri­ên­cia e da  bus­ca cons­tan­te por ti­rar a es­co­la de den­tro de si.
Diário do Quintal – Cenoura
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Diário do Quintal – Da Terra nascem mundos
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Ilustração infantil latinoamericana
Livros in­fan­tis pa­ra as ge­ra­ções do sé­cu­lo XXI
Diário do Quintal – Emilia!
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Alguns passos pelos caminhos de uma Outra Educação
19 idéi­as pa­ra tor­nar um pou­co mais es­pe­ran­ço­sa­men­te in­te­gral o que cha­ma­mos de edu­ca­ção in­te­gral.
Memórias da Arte/Educação – Palavra e Fantasia
A pro­sa poé­ti­ca de Bartolomeu Campos de Queirós nos con­vi­da a uma par­ti­ci­pa­ção lí­ri­ca no mun­do.
Diário do Quintal – Polinização
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.
Diário do Quintal- No Tear todos cuidam da Horta
Nos fun­dos da ca­sa que ha­bi­ta o Tear, é guar­da­do um es­pa­ço de cul­ti­vo de si e da ter­ra, on­de o en­can­ta­men­to da brin­ca­dei­ra faz bro­tar uni­ver­sos.